Artigos » Acesso a vidas passadas: caminho para evolução do ser humano

Acesso a vidas passadas: caminho para evolução do ser humano

Autor: Henrique Pagnoncelli
Fonte: Informe Blumenau

Espiritualidade é um tema recorrente nas novelas de Elizabeth Jhin. Sua última novela Além do Tempo que foi ao ar na Rede Globo e teve seu final em janeiro último, abordou as vidas passadas ganhando uma repercussão incrível nas redes sociais. Um claro sinal de que as pessoas que acompanharam a trama até o final já interiorizam processos sem explicações cartesianas. Vidas Passadas é um tema que sempre suscita o debate e cresce em credibilidade e compreensão entre profissionais que lidam com nossa psique, particularmente na Psicologia Transpessoal.
A gente não está no mundo a passeio, tem um sentido. E este sentido é o da evolução enquanto ser humano. Todo mundo tem novas chances de fazer as coisas diferentes a partir do momento que se dá conta do que está armazenado em suas memórias profundas.
Meu trabalho desenvolvido no Instituto Atlante, se pauta principalmente no aprendizado com o Dr. Roger Woolger,PhD, analista junguiano formado pela Universidade de Oxford, que examina a emergente psicologia transpessoal e o impressionante poder terapêutico da regressão a vidas passadas. Woolger foi criador de um método ( DMP) reconhecido pelo International Board of Regreraduadossion Therapy, que aplico em terapia.
Este acesso às memórias profundas se dá por regressão. Vale ressaltar a importância de que este método seja feito por um profissional que tenha preparo para lidar com campos da psique nunca explorados e por isso mesmo passíveis das mais diversas reações do cliente. Utilizo um método simples, direto e eficiente no processo terapêutico para acessar, processar, transcender memórias e resíduos corporais, emocionais e mentais de origem traumática que dificultam a plena realização do Ser. Trata-se de uma técnica regressiva que permite acessar memórias profundas de difícil acesso. Procurar a história por trás da história contada pelo cliente.
Diferente das terapias convencionais baseadas no nível mental, essa técnica de terapia regressiva possibilita trazer, de forma consciente para o próprio corpo, experiências passadas, cujas sensações e emoções relacionadas ao drama são liberadas ao serem vivenciadas na catarse. Esta terapia também não está ligada a nenhuma crença ou religião. Esta forma de abordagem nos torna mais conscientes de nós próprios, pois permanecemos em estado de consciência expandida (isto é, acessamos mais informações que no nosso estado usual).
Durante a sessão, temos acesso à nossa condição do momento atual, ?aqui e agora?, do qual partimos em direção a outros momentos e a outras cenas que fazem parte do nosso mundo interior. Outros tempos, outros lugares, outras pessoas que, de alguma forma, fazem sentido para o nosso inconsciente conhecer e processar. Nestes outros tempos e lugares encontramos outros ?eus? com os quais nos identificamos, sentimos como sendo nossos, vivemos dramas cheios de tristezas e ódios, desesperos e abandonos, vinganças e medos, bloqueios e dor, sombras? e lindas histórias de encontros, amor, perdão, sabedoria, luz e cura. Estes nossos outros ?eus? podem ser a criança que fomos, o adolescente, o feto, o bebê ao nascer, o adulto em estado de choque após um trauma ou personagens que, aparentemente, nada têm a ver com nosso ?aqui e agora?, personagens de ?vidas passadas?, histórias dos nossos antepassados que têm ressonância em nós.
Vamos assim, através deste teatro interior, num intenso ?re-experienciar? de emoções, pensamentos e sensações físicas, buscando penetrar no âmago dos bloqueios emocionais, transformar crenças limitantes e dissolver dores, tensões e padrões compulsivos que se iniciaram um dia, numa ?vida passada? ou nesta vida, em outro momento anterior, em geral, um momento de trauma, de grande dor e sofrimento. Essa técnica é eficaz no tratamento de distúrbios de natureza mental, emocional, sexuais e/ou físicos. As desarmonias do passado podem afetar o presente e manifestar os desequilíbrios em forma de depressão, bloqueios, estresse, ansiedade, fobias, traumas de infância, vícios, pânico, dificuldade de relacionamento interpessoal e/ou afetivo, problemas de comunicação, relações de poder, trabalho, dinheiro ou sociais, apegos, medos inconscientes, doenças, ideias suicidas, falta de sentido na vida, inadequação social, distanciamento espiritual, etc.
O potencial curativo e transformador da Terapia de Regressão resulta do método de trabalho terapêutico que enfatiza três metas principais, que convergem e se integram ao final de um pequeno número de sessões: penetrar no âmago dos bloqueios emocionais, transformar crenças limitantes e dissolver dores, tensões e padrões compulsivos. Resgatada esta história atrás da história é possível uma vida de plenitude onde o caminho da evolução é trilhado a partir da expansão de nossa consciência. Novelas como ?Além do Tempo? e sua grande repercussão junto ao público comprovam que as pessoas deixaram o ceticismo para buscar na espiritualidade o sentido de suas vidas.  


« Voltar aos artigos