Artigos » Assessoria Empresarial Holística

Assessoria Empresarial Holística

Autor: Iracema Pagnoncelli
Fonte: Noticenter

Como funciona a assessoria empresarial holística, que propõe quebrar paradigmas e unir metas à felicidade dos profissionais?

No início da década de 90, o que um profissional mais considerava na hora de procurar um emprego era o salário e política de benefícios que uma empresa oferecia. Nada mais natural, principalmente em uma época em que as oportunidades de trabalho eram mais escassas. Mas o cenário mudou, e radicalmente. Desde então, o país viu sua economia crescer, se modernizar e se diversificar. A oferta de empregos disparou, e não há mão-de-obra qualificada suficiente para atender essa demanda é um mal que atinge praticamente todos os setores da economia. Consciente dessa nova realidade, o profissional passou a se valorizar mais. Hoje, não pensa apenas em uma boa remuneração é que, claro, não deixa de ser importante e quer, acima de tudo, se sentir bem no ambiente de trabalho. 

Em 2010, na tradicional pesquisa das melhores empresas para trabalhar, realizada pelas revistas Exame e Você S/A, a categoria Satisfação e Motivação era, segundo 41,8% dos funcionários, o que mais importava e pela primeira vez é na hora de escolher um lugar como excelente para trabalhar. Historicamente, a categoria Aprendizado e Desenvolvimento saía na frente na preferência dos empregados. "É um retrato de como a felicidade no trabalho passou a ser essencial para o profissional", destaca a consultora Iracema Gayo Pagnoncelli, pós-graduada em Psicologia Transpessoal. 

Iracema, que acumula 19 anos de experiência na área, é uma das diretoras do Instituto de Parapsicologia Atlante, fundado em 1993 e que oferece um serviço específico de gestão de pessoas nas empresas. É a assessoria empresarial holística, cuja proposta é "educar para transformar". Iracema explica que não se trata de nenhuma técnica motivacional, mas um trabalho constante de transformação e reengenharia nas organizações, que leva a um despertar coletivo, é uma nova forma de pensar e agir e é quebra de antigos paradigmas. "Propomos para as empresas um novo modelo de gestão, baseado na produtividade, eficiência e, acima de tudo, na felicidade das pessoas. A empresa do futuro será a empresa que investe no capital humano e tem como missão, unir as metas e os resultados com a qualidade de vida do ser humano", destaca, em entrevista ao Noticenter.

A especialista explica que o grande desafio é desenvolver nas empresas uma capacidade contínua de adaptação e mudança. "A empresa é um organismo vivo, pois é composta por pessoas, e quem faz, ou não, o desempenho estratégico nas organizações acontecerem são as pessoas, a partir da sua mentalidade", observa Iracema. O termo "holístico" vem do grego "holos", que significa à todo". Basicamente, a proposta é unir as metas e os resultados com a qualidade de vida do profissional dentro da organização. "O colaborador tem que acreditar que a função que ele desempenha é a sua grande missão. Meta ele já sabe o que é", afirma Iracema.

QUEBRA DE PARADIGMAS

A proposta da consultoria holística é quebrar os paradigmas tradicionais na gestão das pessoas. "É preciso acabar com a cultura de que funcionário bem remunerado, ou com uma série de benefícios, é necessariamente um funcionário feliz", defende Iracema. A especialista lembra de um caso de um dono de uma empresa que fazia questão, todos os dias, de cumprimentar cada um dos seus empregados. Depois de algum tempo, este executivo parou de fazer isso. "Eu ouvia os funcionários reclamarem, porque já não se sentiam mais especiais. E isso, fatalmente, tinha influência no desempenho deles e, consequentemente, nos resultados que a empresa deixava de conquistar", diz a especialista. 

Ao contrário de uma simples palestra motivacional, que até chega a causar um certo impacto nas pessoas, mas por um período de tempo muito pequeno é a tendência é que, passado o caráter de novidade, as coisas voltem para a mesma rotina de antes ", a assessoria holística é constante e de caráter educativo. Prova disso é que o Instituto Atlante tem clientes que são atendidos há anos, em diferentes áreas. "A motivação precisa se transformar em um hábito natural do profissional. Não pode ser instantânea", avalia Iracema. 

A especialista alerta, no entanto, que tudo será em vão se o processo não começar de cima. "Em primeiro lugar, é o gestor quem tem que mudar a forma de pensar. É impossível mudar a realidade sem antes mudar a mentalidade", sugere.

TREINAMENTOS ESPECÍFICOS

Para permitir que as empresas, de fato, mudem a maneira de pensar e agir e alcancem o auto-desenvolvimento, o Instituto Atlante promove treinamentos específicos, workshops, palestras e seminários para equipes de atendimento, vendas, lideranças, gerenciais e também para o público em geral. "São soluções inovadoras na gestão do capital humano, que trazem resultados efetivos para as organizações, que desenvolvem uma capacidade contínua de adaptação e mudanças", resume Iracema. 

O Instituto Atlante também presta assessoria empresarial na identificação do perfil dos profissionais das empresas e na elaboração do planejamento estratégico.



« Voltar aos artigos